Forest: há 8 anos conquistando públicos e a pauta socioambiental

A Forest transforma ideias e trabalho de campo em mensagens mobilizadoras

A marca verde se destaca na porta de madeira. Depois da batida, escuto um “pode entrar” e uma pessoa me recebe com o sorriso no rosto. “Vamos até a sala de reunião? Aceita um café ou uma água?” A pergunta se perde enquanto meus olhos passeiam pelas paredes e tetos. Sim, até no teto, encontro ilustrações da fauna e da flora brasileiras. Alguns animais bem mais escondidos, como a borboleta entre a folhagem. “Parece um papel de parede”, deixo escapar. O meu interlocutor explica, a pintura é de um dos designers da equipe da Forest.

No caminho para a sala de porta de vidro, reparo nas datas e esquemas rabiscados de giz colorido em uma parede negra. Passo por três fileiras com estações de trabalho variadas. As pessoas, apesar de bem concentradas, são receptivas. Entre os toques nos teclados dos computadores, o ranger das cadeiras e uma música que se desprende dos fones de ouvido, uma pergunta é feita em voz alta. O resultado é um diálogo sobre a melhor forma de explicar uma ideia, conceito ou organização do meio socioambiental.

Imagino as conversas que já surgiram nessa sala de Brasília, ocupada há quase três anos pela agência e produtora de conteúdo Forest Comunicação. Reflorestamento, sequestro de carbono, assentamentos sustentáveis, energia solar, trabalho decente, orçamento e mobilidade urbana. Já na sala de reunião, sou apresentada formalmente à empresa. “Quando a Forest foi criada, em 2011, não conhecíamos o potencial da comunicação socioambiental. Chegamos aos poucos e ocupamos um nicho repleto de demandas e desejos por novas narrativas.”

Rapidamente entendo a proposta da agência. Para além de conteúdos informativos, o objetivo é produzir entretenimento. É aquela história em quadrinhos que fala sobre a produção da soja na Amazônia a partir do ponto de vista de uma vaca. Ou a série de televisão que fala de violações de direitos com tons de dramaturgia. Também tem a animação inspirada no feminejo e com divas cantando sobre a legislação ambiental.

 

Imagem do vídeo institucional da Forest Comunicação.

Na sequência, exibem o vídeo institucional da Forest. Não sei se essa é a melhor descrição para o audiovisual. Sem locução ou entrevistas, ele intercala cenas na agência com os trabalhos em campo. É fácil ligar os pontos entre as ideias da equipe e os produtos de comunicação. O portfólio é variado, em temas e formatos.

O convite final é para uma conversa. Querem saber as necessidades e os desafios de comunicação da minha organização. Estão prontos para me ajudar, basta um telefonema (3253-5042) ou um e-mail (forestcom@forestcom.com.br). “Podemos oferecer uma solução para conquistar o seu público.”